MÍDIA CENTER

Robinson sugere coleta de sangue em domicílio para recuperação de estoque da Hemoba

Publicado em: 31/03/2020 22:25
Setor responsável: Notícia

Atento à queda de 48,8% do número de voluntários de doação de sangue na Bahia, por conta da pandemia do novo coronavírus e a necessidade de isolamento social, o deputado Robinson Almeida (PT) apresentou indicação, na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), endereçado ao governador Rui Costa, para adoção do procedimento de coletas de sangue em domicílio pela Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba).  

 

O parlamentar citou números divulgados pela Hemoba: em março deste ano, 2.646 pessoas fizeram tentativas de doação no Estado, enquanto em fevereiro, 5.168 candidatos procuraram o hemocentro para o procedimento. Ele apontou o impacto na coleta de sangue, na área de saúde, como uma das consequências da “reclusão em domicílio e do medo de sair às ruas”.  

 

De acordo com a sugestão do petista, as visitas seriam feitas em situações excepcionais, quando o estoque de bolsas de sangue for insuficiente para atender a demanda. “As doações em domicílio, com hora marcada, seriam um instrumento de facilitação para os voluntários que desejarem fazer o ato. Já se sabe do sucesso do Hemóvel, veículo que se desloca pelas cidades, para locais previamente estabelecidos, a fim de promover a coleta externa, facilitando o acesso do doador”, argumentou. 

 

Segundo Robinson Almeida, assim como o confinamento, a doação de sangue é uma conduta em prol da saúde pública. O legislador acredita que o cidadão baiano tem consciência disso, mas, no momento, precisa de suporte maior para continuar fazendo a sua parte. “Toda e qualquer ação adotada nesta direção é para ajudar os cidadãos baianos, é válida”, destacou.




Compartilhar: