Terça-feira , 19 de Janeiro de 2021

MÍDIA CENTER

Ana Lúcia Viana é homenageada pela ALBA

Publicado em: 12/01/2021 09:49
Setor responsável: Notícia

Durante a sessão vespertina e virtual da Assembleia, por unanimidade e com dispensa de formalidades regimentais, foi aprovada proposição do deputado Adolfo Menezes (PSD), com relatoria do deputado Vitor Bonfim (PL), dando o nome de dona Ana Lúcia Aguiar Viana à rodovia BA-142, importante via que interliga os municípios de Barra da Estiva, Ibicoara, Mucugê, Andaraí, Barra da Estiva, Ituaçu e Tanhaçu. Trata-se de uma importante liderança política regional, ex-prefeita de Barra da Estiva por dois mandatos, 2005 a 2008 e 2009 a 2012.

Nascida no distrito de Triunfo do Sincorá, em Barra da Estiva, em 10 de agosto de 1945, elafaleceuem 28 novembro passado, em decorrência de complicações da Covid-19. Era mãe do deputado Marquinho Viana (PSB). A homenagem emocionou a todos, em especial ao filho, que agradeceu ao proponente, Adolfo Menezes, ao relator Vitor Bonfim e a todos os colegas: “Minha mãe foi uma pessoa justa que trabalhou muito por toda a região como professora, delegada estadual de educação e também no campo da política. Ela lutou por toda a vida”, acrescentou agradecendo o gesto dos parlamentares.

Esta sessão virtual marcou o retorno aos trabalhos da deputada Fabíola Mansur (PSB), após superar a Covid 19, e os elogios à condução de Nelson Leal na Presidência da ALBA. Candidata a vice-prefeita na chapa encabeçada pela petista Denice Santiago em Salvador, a parlamentar está plenamente recuperada e aproveitou para agradecer às manifestações de solidariedade que recebeu dos colegas parlamentares, familiares, amigos e dos baianos em geral.

ORÇAMENTO


Na sessão também foi aprovado, em primeiro turno, a proposta orçamentária para o ano em curso, que estima receitas da ordem de R$49,3 bilhões – dos quais 98,2% será distribuído para os orçamentos fiscal e da seguridade social com R$ 32,4 bilhões e R$ 16 bilhões, respectivamente. Ou, em termos percentuais, respectivamente a 65,8% e 32,4%. O líder da oposição, deputado Sandro Régis, encaminhou o voto contrário do bloco, a que se juntou o psolista Hilton Coelho, também contrariado pela pequena participação da sociedade em sua elaboração.

A proposta orçamentária anual requer duas discussões e duas votações, não cabendo regime de urgência para a sua tramitação. Contudo, em sessão extraordinária, os parlamentares aprovaram no início da noite de ontem, o regime de prioridade que reduz à metade os prazos de tramitação. Portanto, as emendas ao texto poderão ser apostas por dois dias e meio, quarta-feira – metade dos cinco previstos pelo Regimento Interno. Emendas que já foram apreciadas na primeira votação não podem ser repetidas e são necessárias 21 assinaturas um terço do plenário para que emendas no segundo turno sejam recebidas. Com a votação do orçamento o Legislativo poderá começar o recesso, que começaria dia 1º de janeiro.


Compartilhar: